Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008

Lenga lenga

Eram quatro governantes, um falava português,

Foi-se embora para Bruxelas e ficaram só três.

Dos três governantes que restaram depois,

O espanhol já não se candidatou e ficaram só dois.

Ficaram dois governantes, tinham algo em comum,

Correram com o inglês e ficou só um.

Restou um governante a fazer a guerra, pum-pum.

Vai-se embora em Janeiro, não fica nenhum.

 

Um após outro, depois de abandonarem as responsabilidades governativas de então (ou prestes a abandoná-las), os líderes políticos presentes na cimeira dos Açores admitem terem sido 'misleaded' quanto à existência de armas de destruição massiva no Iraque e a predisposição do regime de Saddam para lhes dar uso.

É certo que existem umas fotografias, muito embora se reconheça hoje não serem da melhor qualidade. Terão sido tiradas à noite e de uma distância muito grande, de um satélite.

Diz quem as viu, que era possível identificar, aqui e ali, uns quantos pontos brancos muito semelhantes a ogivas nucleares, mas que afinal, pensando melhor, podiam muito bem ser uma amigdalite, ou mesmo iogurteiras.

Depois dos sucessivos actos públicos de contrição, o assunto tende a ficar por aqui. Aparentemente ninguém está particularmente interessado em saber, ou explicar, como é possível que um qualquer obscuro assessor, munido de um Magalhães com Photoshop instalado, possa, de uma assentada, ludibriar algumas das mais respeitáveis chancelarias mundiais e as Necessidades lusas.

por SF às 09:36
link do post | comentar | ver comentários (1)

Santinho!

Já todos sabíamos que quando os Estados Unidos espirram a Europa constipa-se, e aí está a crise financeira e económica para o provar. O que não sabíamos, mas ficámos a saber por estes dias, é que quando a Europa se constipa o Serviço Nacional de Saúde português colapsa.

por SF às 03:24
link do post | comentar

Em dia de corrida de S. Sivestre...

Tudo se conjuga para que este blogue corte a meta destacado. Para a Equipa dos Blogues do Sapo, que desde a primeira meia hora acarinhou este blogue, aqui fica o meu muito obrigado, por tudo e por mais este destaque, com votos de um excelente 2009!

por SF às 02:43
link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Chercher la femme (?)

No passado mês de Julho, a leitura do Estatuto Político-Administrativo dos Açores, aprovado por unanimidade na Assembleia da República, suscitou ao Presidente Cavaco Silva fundadas dúvidas sobre a constitucionalidade de quinze dos seus artigos. Destes, decidiu Sua Excelência, no pleno exercício dos poderes presidenciais, remeter para apreciação do Tribunal Constitucional, treze, vindo a recair o juízo de inconstitucionalidade sobre oito deles. Para os artigos 114º e 140º, Sua Excelência, sempre no pleno exercício dos poderes presidenciais,  preferiu reservar uma discordância «de natureza político-institucional», que, por «tão forte», entendeu ser seu dever «assumir por inteiro, dando a cara e não através de terceiros», leia-se, dispensando a intervenção do Tribunal Constitucional.

Quando hoje, com resignada amargura, lamenta o que considera ser uma falta de «lealdade» institucional, por parte da Assembleia da República, considerando estar em causa «o normal funcionamento das instituições da República», Cavaco Silva parece esquecer que foi ele próprio quem, em Julho, escolheu este caminho, sabendo de antemão que nada, no quadro constitucional vigente, obrigaria o parlamento a ir ao encontro da sua forte discordância de natureza político-institucional, como de resto não veio a acontecer.

A responsabilização do PS pela abertura de um conflito institucional com o Presidente da República, apenas pode resultar de uma leitura enviesada e comprometida da realidade. Desde logo porque se pretende fazer esquecer que por três vezes foi o Estatuto dos Açores aprovado pela Assembleia da República, sem um único voto contra (duas vezes por unanimidade). Em segundo lugar, analisando exclusivamente a perspectiva socialista, não se vislumbram quaisquer vantagens para o PS, e para o governo, resultantes de uma postura de afrontamento ao Presidente da República, à entrada do ano de (quase) todas as eleições.

De resto, na actual conjuntura político-partidária, o esfriamento das relações entre Belém e S. Bento, para mais se a responsabilidade for atribuída ao PS, permite a Cavaco Silva uma reinterpretação do conceito de «cooperação estratégica» e um consequente aumento da sua margem de manobra politica, em resultado de um maior distanciamento face à acção do governo. Um cenário que não deixará de ser apreciado na S. Caetano, à Lapa.

por SF às 04:50
link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 28 de Dezembro de 2008

Também por estes dias...

Este blogue completou um ano de existência. Ao contrário do que a fraca actividade das últimas semanas pode fazer supor, não decidimos celebrar a data com o encerramento do blogue, tão pouco nos encontramos retidos nas urgências do Amadora-Sintra ou a desenvolver trabalho parlamentar de elevada complexidade e correspondente sigilo. Não, nada disso.

Acontece que, apesar dos seus escassos vinte dias de existência, é já possível identificar alguns traços da personalidade da Rita que enchem os seus pais de... olheiras. Indiferente ao dito popular que diz ser para todos o Sol quando nasce, a Rita, com assinalável desapego, insiste em abdicar da parte que lhe cabe. As noites, sim, são dela. E as nossas também!

por SF às 21:38
link do post | comentar | ver comentários (3)
Domingo, 21 de Dezembro de 2008

Debate profundo

Confirmada a participação de Pedro Santana Lopes na corrida à presidência da câmara da capital, julgo estarem criadas as condições para que os problemas de Lisboa possam ser debatidos com alguma profundidade. Santana não perderá a oportunidade para reclamar a paternidade do Túnel do Marquês, sendo previsível que António Costa riposte com o buraco financeiro da autarquia.

por SF às 23:52
link do post | comentar
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Sopram ventos de mudança, no Caldas

No CDS/PP, as demissões deixaram de ser conhecidas ao fim de um ano, agora são anunciadas de véspera!

por SF às 14:22
link do post | comentar

Já os vi começarem por menos

Visivelmente incomodado com as análises que lhe atribuem a intenção de criar um novo partido político, Manuel Alegre apressou-se a esclarecer não ser esse o seu propósito, até porque «nem um partido se faz assim», disse.

Claro que toda esta animação que percorre 'as esquerdas' pode muito bem, no futuro, vir a «desembocar num partido», mas isso é algo completamente diferente e imprevisível. 

Nós sabemos como estas coisas acontecem, hoje uma festa, amanhã uma reflexão, partilham-se umas palavras de ordem, há uma química no ar, e zás! Quando damos por nós ele aí está, o novo partido. No fundo, quem nunca desembocou num partido que atire a primeira pedra.

por SF às 12:05
link do post | comentar
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

Há dias assim...

Prova-se o vinho novo, assam-se umas febras, manhã, tarde e noite dentro, com novos e velhos amigos, cantoria e  boa disposição, e no fim nasce-nos uma filha. A Rita não resistiu aos encantos da Vitifrades, pensou com o seu cordão umbilical: Que raio, isto é bem mais divertido lá fora, o que é que ainda estou a fazer aqui dentro? Se bem o pensou, melhor se pôs a caminho, chegou às cinco para as oito do dia sete de Dezembro. Por estes dias (e noites), as fraldas e os biberões estão de volta cá a casa.

por SF às 01:38
link do post | comentar | ver comentários (4)
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

Podia até ser uma ironia

O Doutor António Sampaio e Mello era, até ontem, director do Gabinete de Estudos do PSD, responsável por coordenar as propostas do Programa de Governo a serem apresentadas nas próximas eleições legislativas. Saiu.

Fonte do gabinete da Dra. Manuela Ferreira Leite apressou-se a esclarecer que, o homem que Barak Obama consulta, iria regressar aos Estados Unidos a «tempo inteiro», quem sabe se para integrar a nova administração norte americana.

Afinal, parece que o digníssimo Doutor não vai a lado nenhum, e acha mesmo que esse é também o principal problema do PSD. O Doutor Sampaio  e Mello vai para casa e não consta que more na Avenida dos Estados Unidos da América.

por SF às 21:33
link do post | comentar
Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008

Chinese do it better

O jornal Público noticia hoje que, por decisão do presidente da Assembleia Legislativa Regional da Madeira, a emissão dos trabalhos parlamentares será retardada cinco minutos, de modo a evitar a transmissão de «cenas desprestigiantes».

É certo que um 'delay' de cinco minutos é quase nada, sobretudo se comparado com uma suspensão da democracia por seis meses. Ainda assim, é de lamentar que no país do choque tecnológico, na pátria do Magalhães, sejam ainda necessários cinco longos minutos para assegurar a normalidade democrática das transmissões televisivas. Por ocasião das recentes olimpíadas de Pequim, o governo Chinês acautelou idêntico objectivo precisando apenas de dez segundos de desfasamento. Isto, sim, é eficiência!

por SF às 16:11
link do post | comentar
Subscribe

Últimas

Palpite

Começo a achar que o Sócr...

Falsa modéstia

Quando pensávamos que já ...

Haja Fé

PSD: o desafio da próxima...

Porque amanhã é Sexta...

Primeiro estranha-se...

Parabéns, conseguiram!

Power Rangel

Está o professor cheio de...

Como é evidente

Desabafo

Parafraseando

...

Comentários recentes

diclofenac (http://voltarengel.ga/#6511), [url="ht...
levitra (http://generic-levitra.biz/#4498), [url="...
hydrochlorothiazide (http://microzide.cf/#1268), [...
tadalafil (http://buy-tadalafil.cf/#5714), [url="h...
levitra (http://generic-levitra.cf/#9176), [url="h...
mobic (http://mobicmedication.tk/#4617), [url="htt...

TV do baixo

Sintonize a TV do baixo

 

Pesquisar

 

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Sugestão do Baixo Alentejo

Visite

Ler de alto a baixo

blogs SAPO